México

Capacitações sobre tratamento do HIV/AIDS e adesão à medicação

CAI realizou dois treinamentos, em setembro de 2003, sobre o tratamento do HIV/Aids e adesão à medicação com os prestadores de cuidados de saúde, PVHA, psicólogos e assistentes sociais de todos os 32 estados do México. Essas oficinas foram organizadas em colaboração com o CENSIDA (Centro Nacional de HIV/AIDS do Ministério da Saúde) e FRENPAVIH (Frente Nacional de Pessoas Afetadas pelo HIV/AIDS, a rede nacional PVHA). Esta iniciativa respondeu a um pedido para ajudar a fortalecer a infraestrutura de cuidados de saúde para o HIV e apoiar a implementação do plano estratégico nacional de combate ao HIV/AIDS no México. Os treinamentos foram copatrocinado pelo CENSIDA, o New York Community Trust e sua empresa afiliada Community Funds Inc.

Projeto de Adesão Precoce e Resposta Rápida


CAI foi contratada para executar um projeto para melhorar a adesão ao tratamento antirretroviral (ART), no México. O objetivo do projeto-piloto foi o de fornecer treinamento e assistência técnica para capacitação de prestadores de serviços de atenção integral em cinco clínicas para oferecer serviços de aconselhamento e adesão e para melhorar a adesão das PVHA a ART através da implementação de um sistema de alerta precoce e resposta rápida que identifica ações para prevenir a falta de adesão. O programa também incluiu um componente de integração de pares na equipe multidisciplinar de prestadores de cuidados para apoiar seus clientes a aderir aos seus medicamentos.

A fim de conceber adequadamente o sistema de alerta precoce desenvolvido pela CAI, uma análise das necessidades e das lacunas foi realizada em cada uma das cinco clínicas. Depois de identificar as necessidades de cada clínica, o pessoal técnico foi capacitado em aconselhamento para adesão para as equipes multidisciplinares. CAI forneceu e continuará a fornecer assistência técnica para a implementação do Sistema de Alerta Precoce e Resposta Rápida e a integração de pares nas clínicas-piloto. CAI adaptou e utilizou a estratégia "Aprendizagem Colaborativa" para melhorar a atenção à saúde para a implementação eficaz de mudança ao nível da clínica.