Guiana

USAID – Guiana - Projeto de Prevenção e Redução do HIV/AIDS (GHARP, sigla em inglês)

Home-Care e Cuidados Paliativos (HPC, sigla em inglês)

CAI foi parceira da USAID em um subcontrato com a Family Health International (FHI) no projeto GHARP, que teve duração de 05 anos, de 2005 a 2009. CAI colaborou com o Ministério da Saúde (MS)/ Programa Nacional de AIDS (PNA) para desenhar um programa abrangente de cuidados paliativos domiciliares (home-care) e para fornecer um pacote completo de cuidados através de uma linha contínua, indo desde o diagnóstico até o final da vida, a morte e o luto. Os objetivos específicos do programa eram estabelecer um programa nacional de cuidados domiciliares para fornecer serviços de HPC, incluindo cuidados clínicos para as PVHA, além de atendimento psicológico, serviços sociais, assistência espiritual e serviços de prevenção. Além disso, o programa foi concebido para proporcionar oportunidades de emprego para as PVHA, para que possam participar como membros integrados de equipes multidisciplinares e oferecer apoio a seus pares e ao pessoal de saúde.

Prevenção Secundária

Com os novos desenvolvimentos no tratamento e assistência, tem havido diminuição da morbidade e mortalidade em virtude do HIV/AIDS. No entanto, a incidência de novos casos de HIV continua a crescer, particularmente em locais como a Guiana. Cada vez mais, a luta para prevenir e reduzir a infecção pelo HIV/AIDS está focada na prevenção secundária, como um componente importante. Ao aumentar a proporção de PVHA que conhecem seu status sorológico para o HIV e se integram aos serviços de tratamento e assistência, espera-se que as novas infecções possam ser diminuídas em 50% ou mais. Como parte dessa abordagem abrangente, CAI oportunizou treinamentos separados para os médicos, trabalhadores de HPC e PVHA, focados respectivamente no desenvolvimento de conhecimentos e habilidades clínicas específicas, construção de relacionamento entre clientes e prestadores de serviços e melhoria da saúde, qualidade de vida e autogestão.

Navegação de Casos

A CAI, em colaboração com o MS/PNA, respondeu à necessidade de reduzir o número de PVHA que se encontram sem cuidados, capacitando PVHA para participar como membros integrados de uma equipe multidisciplinar nos serviços que oferecem Aconselhamento e Testagem Voluntária (ATV). A experiência pessoal das PVHA na navegação dentro do sistema de atenção à saúde lhes permite melhor orientar os pacientes recém-diagnosticados nos serviços de assistência e tratamento. CAI forneceu treinamento para Navegadores de Casos, para o pessoal de ATV e tratamento e também para o pessoal do site do programa. Além disso, CAI forneceu assistência técnica para a implementação do monitoramento nos locais e elaboração de relatórios para auxiliar PNA na coleta mensal de dados para o programa.

Atividades de Geração de Renda para PVHA

Globalmente, muitas PVHA são incapazes de acessar trabalho ou desenvolver habilidades especializadas, necessárias para prover a si e suas famílias. CAI respondeu a esta necessidade na Guiana com a parceria com organizações e empresas locais para proporcionar às PVHA capacitação e qualificação profissional e oportunidades de empréstimo. A primeira destas parcerias foi criada em 2005 para oferecer uma oportunidade sem precedentes para a qualificação das PVHA sobre como acessar pequenos empréstimos para iniciar ou ajudar a financiar um negócio. Ao longo da vida do projeto, 103 pequenos empréstimos, que somaram USD 40.160 dólares americanos foram fornecidos a 83 PVHA. Em outro projeto, CAI firmou parceria com empresas locais para oferecer estágios em ofícios especializados, tais como cestaria, artesanato de couro, design de joias, design de tecido, tapeçaria, design de souvenires para as mulheres com HIV. CAI também trabalhou em colaboração com PNA e com o Ministério da Habitação, o Programa Habitat para Humanidade e Alimento para os Pobres, com o objetivo de construir cinco novas casas para famílias afetadas pelo HIV/AIDS. Vinte homens de grupos de apoio para as PVHA receberam treinamento para ajudar na construção. Finalmente, CAI, em parceria com o Iwokrama - Centro Internacional para a Conservação e Desenvolvimento da Floresta, ofereceram bolsas de estudo para treinar nove jovens infectados ou afetados pelo HIV/AIDS em habilidades de ecoturismo.